O SEMISH faz 50 anos

Atualizado há 3 meses


O SEMISH (Seminário Integrado de Software e Hardware) é um evento de grande importância para a computação no Brasil, tendo sua origem diretamente relacionada à história da computação na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). O evento começou como uma atividade do Mestrado em Computação da UFRGS e se consolidou ao longo dos anos como um ponto de encontro e intercâmbio de conhecimentos entre profissionais, pesquisadores e estudantes da área. Este ano estará comemorando sua 50ª edição no Congresso da SBC.

O grupo inicial de Informática na UFRGS foi formado por estagiários recrutados entre os estudantes da universidade que se destacaram nos cursos de treinamento oferecidos pela IBM. Posteriormente, foi estabelecido um programa de qualificação, enviando estagiários recém-graduados para realizar o mestrado na PUC (Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro) e na UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro). Ao retornarem, juntaram-se ao grupo de hardware do Instituto de Física, e em 1972 foi criado o Curso de Pós-Graduação em Ciência da Computação (CPGCC), formando o grupo inicial de professores. O processo de seleção para o ingresso no mestrado era um Curso de Nivelamento com aulas diárias nos meses de janeiro e fevereiro, sem bolsa, para que os participantes com melhor desempenho no final do curso fossem aceitos no mestrado. Tempos heroicos! Esse grupo abrangia tanto a área de hardware quanto a de software, o que deu origem ao nome do evento, o Seminário Integrado de Software e Hardware. A primeira turma da pós-graduação em computação iniciou seus estudos em 1973, e no ano seguinte, em janeiro de 1974, foi realizado o seminário que ficou conhecido posteriormente como I SEMISH. O evento ocorreu como uma atividade acadêmica interna, na sala 201 do prédio da Escola de Engenharia da UFRGS, uma simples sala de aula para o seminário. É importante destacar que naquela época não existia nenhum curso de graduação em computação no Brasil, tornando o SEMISH uma iniciativa pioneira. O evento foi coordenado pelo Prof. Clesio Saraiva dos Santos. A seguir temos o programa deste evento.

 

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL
Curso de Pós-Graduação em Ciência da Computação
Programa dos Seminários 14 a 18 de janeiro de 1974
Coordenador: Clesio Saraiva dos Santos

DataHoraTítulo / Palestrantes
14.01.1974

08:30
09:00

Abertura  

14.01.1974

09:00
12:00

Teleprocessamento – Minicomputadores

  • Prof. Celso Sander Müller 

  • Engº Tiarajú Vasconcelos Wagner

15.01.1974

09:00
12:00

Teleprocessamento 

  • Engº Gianvico Bonante

16.01.1974

08:30
10:10

O Centro de Computação como Instrumento de uma Instituição 

16.01.1974

10:20
12:00

Linguagem SNOBOL 

17.01.1974

08:30
10:10

O Ensino da Computação na UFRGS 

17.01.1974

10:20
12:00

Linguagem DYNAMO 

18.01.1974

08:30
10:10

Organização de um Centro de Computação 

18.01.1974

10:20
12:00

Linguagem LISP 

 

O II SEMISH foi organizado em 1975 e teve uma abrangência nacional, sendo realizado no mês de julho. Devido ao aumento da participação e do interesse, o evento precisou de um espaço maior, e o anfiteatro da Arquitetura da UFRGS foi emprestado para sediar o seminário.

 

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL
Curso de Pós-Graduação em Ciência da Computação
Porto Alegre, 22 a 25 de julho de 1975

fig-005No centro da primeira fila Profª Nina Edelweiss, Prof. Palazzo, Profª Magda Bercht fig-006No centro da primeira fila à esquerda Prof. Palazzo e Prof. Wilson de Pádua, segunda fila à direita Prof. Daltro J. Nunes

Anfiteatro da Faculdade de Arquitetura da UFRGS


 No ano seguinte, em 1976, o III SEMISH se consolidou e transformou-se em um evento permanente.

Na capa dos anais de 1976, editado com caracteres de impressão, procurou-se evidenciar a forte interação entre o software e o hardware. Isto foi obtido pela superposição de dois terminais de fita magnética: no terminal azul o software e no terminal vermelho o hardware. Hoje ninguém entenderia mais este simbolismo, pois as fitas para armazenamento de dados estão completamente esquecidos.

Neste evento foram apresentados 25 artigos com a participação de 191 pessoas. A duração do evento foi ampliada para quatro dias completos.

Nesta edição recebemos o apoio da CAPES e da Comissão de Coordenação das Atividades de Processamento Eletrônico – CAPRE.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL
Curso de Pós-Graduação em Ciência da Computação
Porto Alegre, 26 a 29 de julho de 1976
Coordenador: José Palazzo Moreira de Oliveira   

Prof. José Palazzo Moreira de Oliveira coordenador do III SEMISH

fig-009

Prof. Clésio Saraiva dos Santos (centro), Prof. Roberto S. Bigonha a sua esquerda e Profª Nina Edelweiss à direita

 

Houve um crescimento contínuo e, a partir de sua quarta edição, o SEMISH passou a ser promovido por um consórcio de universidades. Na quinta edição foi criada a Sociedade Brasileira de Computação – SBC – que passou a realizar anualmente este evento, posteriormente o SEMISH passou a ser o evento central da Conferência Nacional da SBC, realizada anualmente. 

Ata da fundação da SBC, final.

Ao longo dos anos, o SEMISH se tornou uma referência na área de computação no Brasil, reunindo profissionais, pesquisadores e estudantes de diversas instituições de ensino e pesquisa. O evento promove a troca de conhecimentos, apresentação de pesquisas e resultados, discussões sobre temas relevantes e tendências da área de software e hardware. Além disso, o SEMISH contribui para o fortalecimento da comunidade acadêmica, fomenta parcerias e colaborações entre as instituições e impulsiona o avanço científico e tecnológico na área de computação.


Trecho da ata de fundação da SBC.

Estavam presentes à Assembléia as seguintes pessoas cujas assinaturas, CPF, endereço e profissão e filiação estão em folhas anexas: Antonio Sergio Seco Ferreira, Antonio Tadeu Mendes Beraldo, Armando Drumond, Carlos Flores Cunha, Daltro José Nunes, Edmundo Albuquerque de Souza e Silva, Eduardo Augusto Orosco Galvão, Gilda Maria Queiroz Furiati, João Lizardode Araújo, Jorge Luiz Cesário Wanderley, Jorge Ricardo Bittar, José Carneiro Meireles Neto, José Carlos Garcia da Costa, Leopoldo da Silva Pereira,Luiz Fernando Bier Malgarejo, Luiz Fernando Jacintho Maia, Luiz de Castro Martins, Marilia Rosa Millan, Miguel Aranha Borges, Paulo César Bezerra, Paulo Rogério Foina, Plinio de Almeida, Renaud Pierre Leenhardt, Ronaldo Peixoto Thompson, Sérgio Rosa, Silvio Davi Paciornik, Sueli Mendes dos Santos, Washington Rodrigues Póvoa, Wilson de Pádua Paula Filho, Guilherme de Chagas Rodrigues. Na qualidade de secretária da Assembléia, eu, Suelí Mendes dos Santos procedida a leitura desta Ata foi aprovada por todos os presente e vai assinada por mim Secretária-Geral e pelo Presidente da Sociedade Brasileira de Computação (SBC). Rio de Janeiro vinte e sete de julho de mil novecentos e setenta e oito.


(Acessos 453)